Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Plural: «ferrabrás»

O mais importante

 

      «Estêvão Cunhado debateu-se, forcejou por defender-se com a cabeça, com os joelhos artríticos, com os pés que um dos ferrabrases lhe pisou sem contemplações» (As Máscaras Finais, Urbano Tavares Rodrigues. Lisboa: Livraria Bertrand, 1963, p. 269). A minha percepção é oposta à de Evanildo Bechara: creio que se usa mais o plural ferrabrases. Mas, não esquecer, estamos em países diferentes. Aqui, contudo, nem interessa quem tem ou deixa de ter razão — o que importa é que os dicionários registem os plurais.

 

[Texto 16 664]

Léxico: «macho alfa | macho beta | macaco-negro»

Homens e macacos

 

      «As paradas militares são o território da testosterona, ou, como se diz agora, da masculinidade tóxica. Vladimir Putin é o exemplo do macho alfa para o qual o termo foi inventado, apesar das carradas de botox e fillers que lhe preenchem as rugas» («A parada dele», Clara Ferreira Alves, Expresso, 13.05.2022, 00h01, itálicos meus). «Os machos põem constantemente à prova a sua posição, na esperança de subirem na hierarquia. Um estatuto mais elevado significa maiores probabilidades de disseminação do DNA do indivíduo através das fêmeas férteis (aquelas com os traseiros maiores e mais vermelhos). “Apesar disso, a posição ideal pode ser a do macho beta [número dois]”, disse Antje [Engelhardt, investigadora]» («Macacos-negros [Macaca nigra], entre iguaria e animais de estimação na Indonésia», Jennifer S. Holland, National Geographic Portugal, 21.04.2020).

      Quantas vezes já tropeçámos na expressão macho alfa, usada em sentido próprio ou figurado? E, contudo, não está nos dicionários.

 

[Texto 16 662]