Sobre «negus»

Soberano da antiga Abissínia

 

 

      Negus. Uns recomendam que se pronuncie como oxítona; outros garantem que pronunciá-la como paroxítona é que é correcto. «Há oscilações, mesmo na língua culta», assegura Celso Cunha. O que me traz aqui, porém, é a nota etimológica que o verbete tem no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «Do etíope negûs [negusti], “rei dos reis”». O que o Dicionário Houaiss regista é que tem origem no amárico negush, «rei». O rei da Abissínia, leio na Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, intitulava-se a si próprio negus negasti, isto é, rei dos reis.

 

[Texto 805]

Helder Guégués às 13:26 | favorito
Etiquetas: