Acordo Ortográfico

Devagarinho, para não assustar

 

 

      «Eletricidade aumenta 4% no próximo ano e conselho tarifário critica falta de medidas» (Inês Sequeira, Público, 16.12.2011, p. 20).

      Assim, em doses homeopáticas, os leitores do Público não vão rejeitar as novas regras ortográficas. Talvez até se esqueçam da cruzada. Eu já tinha dito isto? Ah, peço desculpa.

 

 

[Texto 833]

Helder Guégués às 13:21 | favorito
Etiquetas: