Léxico: «inemprestável»

Também podia ter acertado

 

 

      «Eis uma novidade na coexistência dos formatos. Li, no meu Kindle, um livro que eu queria emprestar e dar a ler, sem ter de prescindir do meu Kindle para que o lesse. […] Seja: o livro, impresso e enviado de Inglaterra, custou metade da versão e-book, electrónica e inimprestável, que eu tinha comprado» («Que grande corte», Miguel Esteves Cardoso, Público, 1.06.2011, p. 39).

      Trata-se então de não ser susceptível de se emprestar, é isso? Mas a segunda frase (como diria Fernando Venâncio) range. In + emprestável = inemprestável. Espero que Miguel Esteves Cardoso não tenha pretendido reduplicar o sufixo de imprestável (que não presta; inútil). E a mesma preposição, «de», a reger dois adjectivos que pedem preposições diferentes também deixaria os mais puristas arrepiados.

 

[Texto 89]

 

Helder Guégués às 15:19 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: