Sobre «formatar»

Não era preciso

 

 

      «O Papa Bento XVI nomeou ontem 22 novos cardeais, que receberão o barrete e o anel cardinalício a 18 de Fevereiro, num consistório convocado para o efeito. A lista dos novos purpurados acentua uma composição europeia e italiana do grupo de eleitores de um futuro Papa – mais formatado também à imagem do Papa Bento XVI» («Nomeação de 22 novos cardeais acentua componente europeia em futuro conclave», António Marujo, Público, 7.01.2012, p. 20).

      Não temos acaso uma forma mais portuguesa de dizer o mesmo? Mas vejo que este neologismo da área da informática goza de mais simpatia — não minha — do que outros. Acessar, deletar, inicializar, resetar...

 

[Texto 920] 

Helder Guégués às 05:51 | favorito
Etiquetas: