A linguagem maçónica

JPP e os filhos da viúva

 

 

      José Pacheco Pereira fala hoje dos novos mações, e, a respeito da sua linguagem, escreve: «A linguagem maçónica que usam não pode ser mais elaborada do que a linguagem que usam na política, uma mistura de SMS, twitter e “politiquês”» («Encontros imediatos do terceiro grau com as maçonarias», Público, p. 32).

 

[Texto 922] 

Helder Guégués às 06:41 | favorito
Etiquetas: