Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Sobre «bazófia»

Être bouché à l’émeri 

 

 

      A moçoila tinha vindo de um «bourgade cupide et bouchée à l’émeri». «Ganancioso e pitosga», verteu o tradutor... Mas não era sobre nada disto que eu queria escrever. No verbete «bazófia» (e não corrigi eu aqui, recentemente, alguém que escrevera «basófia»?), Rebelo Gonçalves, na página 156 do monumental Vocabulário da Língua Portuguesa, anota: «Em Camilo, Bruxa do Monte Córdova, cap. IV (p. 30 da 4.ª ed.), basofeia (com s em vez de z), 3.ª pess. sing.». Num vocabulário, estranhei. Desviando-me um pouco: «bazófia» vem mesmo do italiano bazzoffia, como se lê no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, ou terá vindo antes do castelhano?

 

[Texto 939]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.