Léxico: «cerejeira-brava»

Pode haver confusão

 

      «O Castro [de Ovil] faz parte do projeto das 100 mil árvores da Área Metropolitana do Porto e nos dois hectares de povoado foram plantadas espécies como carvalhos, sobreiros, medronheiros e cerejeira-brava» («Castro de Ovil: Um povoado do séc. IV a.C. e uma fábrica de papel», Rute Fonseca, TSF, 5.06.2018, 18h22).

      A Prunus avium está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora — mas com o nome comum de cerejeira, e não cerejeira-brava. Não me surpreende que haja confusões.

 

[Texto 9355]

Helder Guégués às 12:41 | comentar | favorito