Léxico: «ludista»

Dos motins de Nottinghamshire

 

 

      «Num mundo em constante mutação, o princípio do fim da rigidez do mercado laboral só é um “recuo civilizacional” na perspectiva ludista daqueles para quem toda a evolução da organização do trabalho é sempre vista como um atentado à dignidade humana» («O dia “histórico” e o tal “recuo civilizacional”», José Manuel Fernandes, Público, 20.01.2012, p. 33).

      Relativo ao ludismo ou adepto do ludismo (do nome do suposto cabecilha do movimento, Ned Ludd) aqui, por extensão de sentido, o que se opõe a qualquer tipo de progresso tecnológico por considerar que este prejudica a sociedade, e mormente a classe operária. Embora pertença mais ao domínio enciclopédico (a Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, por exemplo, acolhe-a), surpreende-me que nenhum dos dicionários que consultei a registe.

 

[Texto 987]

Helder Guégués às 15:09 | comentar | favorito
Etiquetas: