Como se escreve nos jornais

Muito promete quem não pode

 

 

      Só agora me chegou às mãos a edição de hoje do jornal Público. Fui direitinho ao «Sobe e desce», na última página, porque já tinha sido alertado por Francisco Agarez para a frase. «O Instituto de Segurança Social, sob tutela do ministro Pedro Mota Soares, está sem dinheiro. A situação já afecta as pessoas em situação de grave carência e a atribuição de subsídios de emergência. São pessoas com rendimento inferior ao valor da pensão social, de 189,52 euros. A falha promete ser resolvida, mas demorará um mês. (Pág. 8)»

 

[Texto 1034]

 

Helder Guégués às 14:30 | comentar | favorito
Etiquetas: