«Mumbai/Bombaim»

Por uma vez

 

 

      «Quando há semanas regressava de Goa a Mumbai [Bombaim] no voo mais económico (os tempos não dão para mais) da Air India, para daí vir até Lisboa, esperava-me uma surpresa no aeroporto de Dabolim: no check-in às 14h30, para o voo das 16h30, perguntam-me se não quero ir no voo que sairia daí por 20 minutos» («A Europa tem muito a aprender com a Índia...», Eugénio Viassa Monteiro, Público, 6.06.2011, p. 47).

      Vá lá, tiveram o discernimento de lembrar o leitor que se trata de Bombaim. Mas já estiveram mais perto de propugnar a novíssima forma: «Os portugueses baptizaram-na no século XVI de Bombaim, a partir de “Bom Bahia”; tornou-se Bombay quando passou a colónia britânica, e Mumbai em 1996, como era identificada por falantes de gujarati e marathi» («Índia em estado de alerta máximo», Francisca Gorjão Henriques, Público, 12.07.2006, p. 2).

 

 

[Texto 111]

Helder Guégués às 21:53 | comentar | favorito
Etiquetas: