Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Aspas, para que vos quero

Nunca se sabe, não é?

 

 

      «O Conselho Constitucional francês “chumbou” a lei sobre o genocídio arménio aprovada pelo Parlamento no dia 23 de Janeiro. Essa lei sancionava penalmente (multa e prisão) a contestação ou a minimização de um “genocídio reconhecido pela lei francesa”. O Conselho declarou-a inconstitucional por atentar contra a liberdade de expressão, “cujo exercício é uma condição da democracia”» («Políticos, juízes e verdade histórica», Jorge Almeida Fernandes, «P2»/Público, 3.03.2012, p. 12).

      Jorge Almeida Fernandes, autor próvido, pensou que o melhor seria usar aspas, não fosse o índigena ignorante julgar que o Conselho Constitucional francês tivesse soldado ou tapado ou guarnecido ou selado com chumbo a lei.

 

[Texto 1173]

1 comentário

Comentar post