Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

O que faz um filólogo?

Se não se importam

 

 

      «Em texto publicado na edição do PÚBLICO do passado dia 6 e intitulado “Um caso de revisionismo de conveniência”, os drs. Helena Carvalhão Buescu, Ana Isabel Buescu e Jorge Buescu, na sua qualidade de “filhos e herdeiros intelectuais” de Maria Leonor Carvalhão Buescu, acusam as autoras de Saber Usar a Nova Ortografia de “abuso e desvirtuamento” do nome da insigne filóloga. [...] Ser a favor do Acordo Ortográfico de 1990 é um direito tão respeitável como ser contra. Para defender os nossos pontos de vista, não fazemos juízos de intenção nem recorremos a termos insultuosos, mas não aceitamos ser impunemente acusadas de desonestidade intelectual. Também nós temos um nome a defender como filólogas e autoras de vários livros dedicados à Língua Portuguesa. O direito ao bom-nome a todos abrange e protege e não apenas a alguns» («O direito ao bom-nome», Edite Estrela e Maria José Leitão, Público, 12.03.2012, p. 49).

      Bem, se não se importam, eu também me declaro filólogo — com ou sem aspas.

 

[Texto 1212] 

2 comentários

Comentar post