Prosónimos, de novo

De vez em quando

 

 

      «Mas este destino era tão inacessível, que o primeiro europeu a entrar na cidade foi René Caillé, apenas em 1828 e disfarçado de muçulmano. Parte do império colonial francês, a cidade entrou de novo em decadência nas últimas décadas do século XX. Conhecida por “pérola do deserto”, está inscrita no Património Mundial da UNESCO, mas os radicais islâmicos estavam a torná-la perigosa» («“Pérola do deserto” e lugar de sabedoria islâmica», Luís Naves, Diário de Notícias, 2.04.2012, p. 25).

      Há muito que não trato aqui dos prosónimos. Não que faltem, longe disso, oportunidades. Tombuctu, Pérola do Deserto. Por outro lado, vejam como a consecutiva, na primeira frase, está bem pontuada.

 

[Texto 1317] 

Helder Guégués às 22:21 | favorito
Etiquetas: