Plural de «mórmon»

Não está, não

 

 

      Ainda hoje não sei como não vi que o verbete «mícron», no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, registava o plural. Tenho de acreditar no Departamento de Dicionários da editora, que me diz que estava lá. Ora, a verdade é que este dicionário não regista muitos plurais. Acabei agora de consultar o verbete «mórmon»: não regista o plural. E fazia falta, oh, se fazia. No Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, encontramos na página 687 o plural de «mórmon»: «mórmones».

      «Howard Brownstein lembra-se de jogar basquetebol nos seus tempos de estudante em Harvard na igreja mórmon local porque tinha um ginásio. A maioria dos jogadores eram mórmones. “Alguns deles eram muito bons. Muito melhores do que eu”, ri Brownstein. [...] Mas e se Romney não fala da sua religião precisamente porque isso não faz parte da natureza dos mórmons, uma comunidade que há um século era alvo de perseguição?» («Ainda ninguém sabe o que vai na cabeça de Mitt Romney», Kathleen Gomes, «2»/Público, 8.04.2012, p. 22).

 

[Texto 1340] 

Helder Guégués às 18:49 | comentar | favorito
Etiquetas: