«Sapi-português»

Desconhecia

 

 

      «Em 2008, a revista L+Arte deu-o como grande exemplo de má aplicação dos critérios nacionais de classificação de bens móveis. Executado na Serra Leoa para o mercado português entre 1489 e 1530 e testemunho das primeiras trocas culturais e comerciais das Descobertas, era um dos poucos saleiros sapi-portugueses completos fora de museus internacionais. Estava em Portugal há 25 anos» («Há uma fuga de arte do país e soma mais de 50 milhões de euros desde 2009», Vanessa Rato, Público, 9.04.2012, p. 3).

 

[Texto 1342]

Helder Guégués às 09:41 | favorito
Etiquetas: