«Arqueação bruta, GT»

Nós aguentamos

 

 

      «No ano passado, a Direcção-Geral das Pescas e Aquicultura tinha nos seus registos 8383 embarcações, das quais 7328 se enquadravam no segmento dos pequenos barcos, que muitas vezes operam a poucas centenas de metros da costa, por um ou dois tripulantes. Estas unidades tinham uma arqueação bruta de menos de 2 GT (medida do volume interno de uma embarcação). No total, os pequenos barcos – que representam quase 90% do total – dispunham, no seu conjunto, de menos de 10% da arqueação bruta da frota nacional» («Pequenas embarcações continuam a ser dominantes na frota», José Manuel Rocha, Público, 10.04.2012, p. 14).

      Não era preciso, creio, darem-nos a fórmula para calcular a arqueação bruta ou iniciarem-nos nos arcanos da Convenção Internacional de Arqueação, mas pelo menos informarem que GT é abreviatura de gross tonnage.


[Texto 1343]

Helder Guégués às 09:17 | favorito
Etiquetas: