«Valores-recorde»!

Só neste jornal

 

 

      «Pode uma campanha política ser mais do que uma marcha infrene de “paixões tristes”? Duvido. E em 2012, à beira do abismo, ainda mais. Um facto certo em França e por toda a Europa, no momento em que as sondagens prenunciam valores-recorde de abstenção, é a extraordinária incapacidade de uma imensa parcela do eleitorado se sentir representada no actual “jogo” político» («Paixões tristes», Pedro Lomba, Público, 19.04.2012, p. 52).

      Isto, se não for, e quase de certeza não é, alteração feita pela revisão, desaprendeu Pedro Lomba com a leitura do mesmíssimo Público, único jornal que escreve desta forma.

 

[Texto 1393]

Helder Guégués às 09:16 | comentar | favorito
Etiquetas: