Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Regência de «namorar»

Mai’nada

 

 

      «O verbo namorar é transitivo: Manuel namora Maria. [...] Na linguagem de Lisboa, porém, sobretudo na gente de pouca cultura, é vulgar ouvir-se dizer: “Fulano namora com Fulana”, “Fulana namora com Fulano”. Por analogia com expressões como ter ou andar de amores com» (Estudos de Filologia Portuguesa, J. Leite de Vasconcelos. Rio de Janeiro: Livros de Portugal, 1961, pp. 162-63).

      Agora os gramátegos defendem as duas construções. Assim, ninguém erra. Mais um contributo de peso da capital para todo o País. E antigas colónias.

 

[Texto 1397] 

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Eduardo 23.04.2012 22:55

    Constato apenas a especificidade sintáctica, que não encontrei nunca fora daquela comunidade piscatória (da qual modestamente descendo).
    Não opino; não defendo; não ataco. Constato.
    "Conversado(a)" era termo antigo para "namorado(a)". Quando a modernice do "namorar" entrou em voga, muito provavelmente deu-se uma substituição directa de um verbo por outro no mesmo contexto. Dizendo-se "conversar com", é muito natural que se tenha passado a dizer (erradamente, sem dúvida, e de forma acrítica) "namorar com".
    A minha avó (que não foi mulher-a-dias porque não calhou, mas conservava o falar típico da região) dizia que "X falava para Y", querendo dizer que X e Y se namoravam. O mesmo processo explica que por ali se diga ainda que "O Nia namora [fala] para a Dores".
    Explica, não legitima nem erige em variante aceitável para uso corrente e generalizado.
    Há mais coisas no céu e na terra do que as que vêm registadas nos dicionários e compêndios de gramática. Ao nível do registo popular, os caminhos da sintaxe são, por vezes, infinitos e misteriosos. Ou nem tanto.
    Para que fique claro de uma vez por todas: também eu considero errada a construção de "namorar" com preposição (com, para - ou, humoristicamente, "de").
  • Comentar:

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.