Sobre «overbooking»

Não é o caso

 

 

      «Alteração de preços das viagens, atrasos, overbooking ou voo cancelado, desvio de bagagens, hotéis inferiores aos anunciados e a uma maior distância da praia e refeições em qualidade são alguns dos problemas que levam os consumidores a queixarem-se» («Direitos dos passageiros sob vigilância nestas férias», Céu Neves, Diário de Notícias, 13.06.2011, p. 18).

      Pode haver, e há mesmo, estrangeirismos de difícil tradução, mas não é o caso deste. Infelizmente, quando alguém sugere um termo português para conceito tão singelo, logo é recebido com troça, como quando, em 2009, o provedor do ouvinte da RDP, à sugestão de Regina Rocha («sobrelotação»), respondeu: «O avião está sobrelotado e as pessoas pensam assim: mas porquê? Leva bagagem a mais? E quando a gente ouve “overbooking”, sabemos logo: “Olha, estão lá outras pessoas que não cabem lá”.» Já li a sugestão, que me parece adequada, de que se deveria traduzir por «sobrerreserva». Os jornalistas, porém, não ajudam.

 

[Texto 141]

Helder Guégués às 20:24 | favorito
Etiquetas: