«Configurar-se como»

Um tudo-nada desfigurada

 

 

      «Para saber “se houve alguma situação que possa ser configurada com sequestro”, Alberto João Jardim ordenou a abertura de um inquérito sobre a realização das buscas, incumbindo dessa missão o seu vice-presidente, presentemente com a tutela das instalações. Mostrando estar incomodado com a investigação, o governante pretende ver apurado “se os agentes intervenientes estavam munidos de mandado legal” para efectuar as buscas e “se houve alguma situação que possa ser configurada com sequestro”» («Quadro do Governo Regional tentou fugir com documentos», Tolentino de Nóbrega e Mariana Oliveira, Público, 24.04.2012, p. 2).

      Duas vezes já configura erro a precisar de intervenção. Em vez da preposição, devia ter sido usada uma conjunção: «possa ser configurada como».

      «E por isso a noite de núpcias configurava-se como uma verdadeira noite de terror para as noivas que, na manhã seguinte, apareciam tristes e com fundas olheiras, machucadas como se encontravam por uma dor só comparável a um parto infeliz» (A Ilha Fantástica, Germano Almeida. Lisboa: Editorial Caminho, 1994, p. 45).

 

[Texto 1419]

Helder Guégués às 16:00 | comentar | favorito
Etiquetas: