Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «pretolim»

Palavra do dia

 

 

 

      As cutelarias portuguesas, na Benedita e na Azaruja, por exemplo, também produzem espadas? Decerto que não. Em Espanha, sim, ainda há espadeiros, como Mariano Zamorano, em Toledo, capital ibérica das espadas. Bem, e sabem que nome se dá ao verniz dos espadeiros? Pretolim. E dantes, óleo-pretolim. O problema é que, à medida que se deixou de ver espadeiros a açacalarem as armas nos seus escaméis, estes termos foram desaparecendo dos dicionários.

      «As nações agitavam-se como mares revoltos por violenta procella, e rangendo os dentes alçavam-se em pé, e mirando o oriente com olhar torvo, açacalavam as armas, e suspiravam pelo dia em que podessem alagar de sangue e alastrar de cadaveres os plainos da Syria» (Quadros Históricos de Portugal, António Feliciano de Castilho. Rio de Janeiro: Typ. Commercial de Soares & Comp., 1847, p. 236).

 

[Texto 14]

3 comentários

Comentar post