«Safe house»

Respiremos de alívio

 

 

      «O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, confirmou ontem que o Plano de Desenvolvimento Comunitário da Mouraria (PDCM) não prevê a instalação de uma safe house – uma casa para a prática de sexo seguro e sem lenocínio, a ser gerida por uma cooperativa de prostitutas – como tinha sido inicialmente equacionado» («Mouraria não vai ter casas para sexo seguro», Inês Banha, Diário de Notícias, 27.04.2012, p. 21).

      António Costa lá matou à nascença essa ideia maluca e, ao mesmo tempo, livrou-nos da expressão que, volta não volta, passaríamos a ler nos jornais, sempre ávidos destas inânias com nomes estrangeiros. Safa!

 

[Texto 1442]

Helder Guégués às 07:00 | comentar | favorito
Etiquetas: