Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Sector/setor»

Em esplendor: o critério fonético

 

 

      «Marcelo Rebelo de Sousa considera que o poder político tem três anos para decidir sobre o modelo para o setor da Saúde, mas sustentou que, implicitamente, o modelo imposto pela troika implica a redução do papel do Estado» («Três anos para decidir modelo do SNS», Diário de Notícias, 3.05.2012, p. 26). «O sector é o segundo com maior peso económico em Trás-os-Montes, só superado pelo do vinho. Cerca de 50% da produção nacional de azeitona de mesa e cerca de 35% do azeite produzido em Portugal é oriundo de Trás-os-Montes» («Azeite ‘Rosmaninho’ ganha medalha de ouro em Pequim», Diário de Notícias, 9.05.2012, p. 35).

      Na semana passada, no mesmíssimo artigo do Diário de Notícias, encontrei «sector» e «setor» — porque em Portugal o oscila entre a prolação e o emudecimento, claro. Mas não seria mais sensato que o jornal adoptasse sempre a mesma grafia?

 

[Texto 1492] 

6 comentários

Comentar post