Miguel Ângelo — sempre!

Não para mim

 

 

      «A noite é o retrato da Dor, a Musa de Dante e Miguel Ângelo e a Mãe de todas as cousas...» (Obras Completas de Teixeira de Pascoaes, vol. 8, Teixeira de Pascoaes. Lisboa: Bertrand Editora, 1973, p. 204).

      Ih, que rematado ignorante! Ou não, apenas nasceu antes do tempo. Os modernos escrevem Michelangelo — porque assim é que se escreve, argumentam de forma tautológica. «O artista Phil Hansen usa alfinetes para “tatuar” cascas de banana e reproduzir conhecidas obras de arte. Uma das últimas obras do norte-americano foi A criação de Adão, pintura de Michelangelo que enfeita o teto da Capela Sistina» («Artista recria quadros famosos em bananas», Diário de Notícias, 19.05.2012, p. 48).

 

[Texto 1552] 

Helder Guégués às 13:15 | comentar | favorito
Etiquetas: