«Sobressaliente» é outra coisa

Em português é sempre mais seguro

 

 

      «Pessoa simples e modesta, mas um músico de craveira excecional, Noel Flores era natural de Pangim (Goa), onde nasceu em 5 de maio de 1935. Iniciou a sua carreira como pianista, tendo estudado primeiro em Madrid, onde frequentou, com uma bolsa de estudo, o Conservatório, cujo curso concluiu com a nota máxima: sobressaliente.» («Pianista e professor de piano que Portugal mal conhecia», Palma Caetano, Diário de Notícias, 23.05.2012, p. 43).

      É sinónimo de «sobresselente», que, como substantivo, significa aquilo que sobressai, sobeja ou excede. Palma Caetano (José A. Palma Caetano?) queria escrever, vá-se lá saber porquê, sobresaliente, o vocábulo castelhano, usado na classificação escolar, que significa excelente, muito bom. Sim, vá-se lá saber porquê, pois umas linhas à frente escreve que Noel Flores, «no curso de Piano da Academia de Música de Viena foi, no exame final, aprovado com distinção». Então, porque não escreveu aqui a nota em alemão?

 

[Texto 1571]

Helder Guégués às 10:10 | comentar | favorito
Etiquetas: