«Wild card»

Assim sim

 

 

      «Os fãs nacionais de surf terão também oportunidade de aplaudir Vasco Ribeiro, de 16 anos, que recebeu um wild card (convite) da organização para participar na prova» («“Sinto-me bem e cheio de pica para começar”», Madalena Esteves, Diário de Notícias, 14.06.2011, p. 39).

      É este, já o tenho dito, o bom caminho: quando se usa um estrangeirismo, dá-se a tradução ou explica-se. Vejam aqui, no sítio do Estoril Open, a definição do anglicismo: «Esses convites constituem prerrogativa do director do torneio e podem ser atribuídos à ‘prata da casa’, a jogadores sem classificação para aceder directamente às melhores grelhas ou a jogadores de destaque que não se inscreveram atempadamente.»

 

 

[Texto 158]

Helder Guégués às 08:51 | comentar | favorito
Etiquetas: