Maiusculação dos pontos cardeais

Depois digam qualquer coisa

 

 

      «Na década de 1980, as larvas desta borboleta alimentavam-se no Sul de Inglaterra quase exclusivamente de uma planta silvestre, a Helianthemum nummularium, de nome comum Cisto» («Borboleta em declínio ganhou terreno com alterações climáticas», Filomena Naves, Diário de Notícias, 25.05.2012, p. 41).

      Como já vimos, a doutrina interna do jornal diverge: uma parte dos jornalistas grafa com minúscula os pontos cardeais quando estão junto de topónimos, outra parte grafa-os com maiúscula. Experimentem, é o meu fraternal conselho, ler o texto do acordo.

      O nome comum do Helianthemum nummularium só pode ser cisto. Se é comum...

 

[Texto 1583]

Helder Guégués às 12:24 | favorito
Etiquetas: