Tradução: «publisher»

Não gostamos

 

 

      «[Ghassan Tuéni] Estudou na Universidade Americana de Beirute (Filosofia) e em Harvard (Ciências Políticas), e, aos 22 anos, passou a liderar o jornal libanês An-Nahar, depois de o seu pai, o fundador, morrer em 1948. Foi editor e publisher de 1948 a 1999, e novamente entre 2005 e 2010, tornando o An-Nahar a publicação mais influente e lida do país» («O diplomata que superou uma vida marcada pela tragédia», Diário de Notícias, 9.06.2012, p. 39).

      Quem redigiu a notícia precisava de ter ali perto o provedor do jornal, Oscar Mascarenhas. «Publisher»? Não há nenhuma palavra portuguesa para dizer o mesmo, querem ver? Está mal. E já cá faltava o «liderar». Nós, leitores do Diário de Notícias, não gostamos.

 

[Texto 1655]

Helder Guégués às 09:01 | comentar | favorito
Etiquetas: