«Micro-Becquereis»!

Ora, ora, que temos aqui?

 

 

      «Ou em proporção ainda maior: a sua roupa interior apresentava níveis de polónio-210 de 180 micro-Becquereis (unidade de medida da radioatividade) enquanto um valor de controlo registou 6 microBequereis» («Palestinianos querem provar assassínio de Arafat», Abel Coelho de Morais, Diário de Notícias, 5.07.2012, p. 22).

      Isto é deveras impressionante! Como é que numa curta linha o jornalista escreveu o nome da unidade de duas formas? E, para mais, as duas erradas. Apesar de derivar de um nome próprio, escreve-se com minúscula: becquerel. O símbolo é que é com maiúscula: Bq. Logo, sendo com minúscula, não precisa de hífen: microbecquerel. E, por fim, o plural é becquerels, não becquereis.

 

 [Texto 1764]

Helder Guégués às 09:31 | comentar | favorito
Etiquetas: