Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Prefixo «anti-»

Tudo de uma vez

 

 

      Há anos que ando a avisar que o prefixo anti- é seguido de hífen somente se o elemento seguinte começar por h, i, r ou s. Salvo em relação a nomes próprios, um caso que também já tratei, não há excepções. Só é de espantar quando o erro aparece em livros revistos (mal, claro). Nos jornais, só vai sendo de admirar quando acertam. No exemplo, triplamente: «Newt Gingrich: “A Administração Obama é antiemprego, antiempresas, antienergia americana”» («Barack Obama foi o alvo e Portugal entrou no debate dos candidatos republicanos», Kathleen Gomes, Público, 15.06.2011, p. 14).

 

 

[Texto 177]

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Helder Guégués 24.06.2011 08:39

    Lembrou-se a Cristina e lembrei-me eu, que tenho um post no Assim Mesmo em que aduzi esse exemplo para demonstrar como há incoerência até em relação aos nomes próprios. Claro também que não é, este, um nome próprio qualquer. 
  • Comentar:

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.