«Beta-amilóide»

Alfa, beta, gama...

 

 

      «Já na Nature, o grupo do islandês Thorlakur Jonsson descreve uma mutação genética que, por uma vez, é positiva: os seus portadores estão mais protegidos contra a Alzheimer. A mutação ocorre no gene APP, precursor da proteína beta-amiloide, e diminui em 40% as hipóteses de acumulação da proteína no [sic] tecidos neuronais» («Cientistas caracterizam evolução da Alzheimer», Filomena Naves, Diário de Notícias, 12.07.2012, p. 30).

      Certíssimo — segundo, abstraindo do acento, qualquer grafia. O pior é o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora registar que antes se escrevia «betaamilóide». Mas de ß-amilóide, que não é prático escrever —, só beta-amilóide, ou não? Já vimos aqui, no Assim Mesmo (que caminha alegremente para as 600 mil visualizações), esta questão.

 

 [Texto 1815]

Helder Guégués às 11:59 | comentar | favorito
Etiquetas: