Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Tratar-se de», de novo

Tinha de ser

 

 

      Há-de ter-lhe chegado aos ouvidos ou aos olhos o que aqui se disse, e por isso Manuel Morujão, porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, desta vez afirmou: «Trata-se de afirmações pessoais, cuja autoridade e responsabilidade é da pessoa própria, o que acho que é bom sempre proclamar a verdade, no equilíbrio, na justiça, procurando o bem comum.»

      Mas alguém tinha de errar, era inevitável, e por isso o repórter José Ramos e Ramos disse: «O porta-voz da Conferência Episcopal sublinhou tratarem-se de declarações pessoais, mas frisou as obrigações da Igreja.»

 

 [Texto 1843]

2 comentários

Comentar post