Léxico: «galrejar»

Para tentar salvar do oblívio

 

 

      «Bruscamente, tomou a criança nos braços, e dispunha-se a atirá-la, pela janela, na calçada da rua, quando o pequenino abriu os olhos azuis e risonhos, galrejando» (A Paixão de Uma Religiosa, Nuno de Montemor. Lisboa: União Gráfica, [195?], 6.ª ed., p. 57).

      É sempre louvável, parece-me, tentar salvar do esquecimento completo certas palavras. Como galrejar ou galrear: começar, a criança, a emitir sons, balbuciar. Por enquanto, ainda não foi escorraçada dos dicionários.

 

 [Texto 1869]

Helder Guégués às 16:06 | favorito
Etiquetas: