Léxico: «bruxa»

Sem vassoura e fora do dicionário

 

 

      «Os viveiros são no meio das rochas e mesmo debaixo da esplanada do restaurante. Aqui há dezenas de lagostas, sapateiras, lavagantes, bruxas à espera da sua hora, como se estivessem no mar. O espaço é oxigenado e monitorizado e a água vem do mar, puxada por uma bomba» («Comer lagosta com vista para o mar», Rita Carvalho, Diário de Notícias, 28.07.2012, p. 49).

      Estas não praticam bruxaria, mas também não são os peixes seláquios que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista.

 

  [Texto 1879]

Helder Guégués às 00:02 | favorito
Etiquetas: