Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

E nos topónimos

Nada a fazer

 

 

      «Tratado como um autêntico rei no pequeno país do Golfo Pérsico, Al-Attiyah é membro de uma das mais importantes famílias do Qatar. É parente da mulher que amamentou o emir Hamad bin Khalifa, o que lhe valeu o “empréstimo” do título de príncipe, e ainda primo do presidente da Federação de Automobilismo – que o relançou após algumas barreiras colocadas pelo anterior líder federativo, pertencente a uma prestigiada família rival» («Ás do volante e certeiro no tiro. O que falta ao príncipe do Qatar?», Octávio Lousada Oliveira, Diário de Notícias, 1.08.2012, p. 32).

      Até pode estar muito bem explicadinho em prontuários, gramáticas e mesmo em blogues — na hora de escrever e rever, a mãozinha é deles.

 

  [Texto 1903]