Tradução: «parish»

Só para confundir

 

 

      «Uma das zonas mais afetadas foi Plaquemines, onde as águas passaram por cima de um dique e chegaram aos 3,6 metros de altura. O Isaac “atingiu-nos com mais força do que pensávamos”, disse Billy Nungesser, o presidente desta paróquia (como são conhecidas as regiões administrativas na Luisiana), citado pela CNN» («Nova Orleães passa primeiro grande teste pós-‘Katrina’», Susana Salvador, Diário de Notícias, 30.08.2012, p. 23).

      Sim, mas isso não interessa para nada. Parish também se traduz por freguesia, única correspondência com a realidade administrativa portuguesa que para o caso interessa. É óbvio que não podem escrever o mesmo todos os dias, mas hoje já se esqueceram: «Em Tangipahoa Parish, os responsáveis locais temiam que o rio Tangipahoa, já com um caudal engrossado pelas chuvas intensas provocadas pelo furacão, pudesse transbordar para as áreas de fronteira com o estado do Mississípi» («Nova Orleães sobrevive ao ‘Isaac’ e celebra a preceito», Diário de Notícias, 31.08.2012, p. 25).

 

[Texto 2027]

Helder Guégués às 08:00 | favorito
Etiquetas: