Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Como se escreve nos jornais

E se lessem o que escrevem?

 

 

      «Uma equipa de cientistas europeus, entre os quais se encontra o portuense Nuno Cardoso Santos, defende que cerca de 35% dos candidatos a planetas gigantes são, na verdade, estrelas. A equipa, liderada por investigadores do Laboratório de Astrofísica de Marselha (LAM), usou o espetrógrafo Sophie3, instalado no Observatório da Alta Provença (França), para observar uma amostra aleatória de candidatos a planetas previamente detetados pelo satélite Kepler (NASA). [...] Alexandre Santerne, do laboratório francês, salienta que o estetógrafo Sophie “é um dos instrumentos mais prolíficos do mundo, na medição de velocidades radiais de estrelas”» («Um terço das descobertas do ‘Kepler’ são estrelas», Helder Robalo, Diário de Notícias, 3.09.2012, p. 30).

      O que é que um aparelho usado para registar os movimentos do tórax está aqui a fazer? Bem, os leitores são inteligentes e percebem tudo. É outra forma de jornalismo colaborativo, não é assim?

 

[Texto 2039] 

4 comentários

Comentar post