«Quatro a cinco novas espécies»!

É só pensar

 

 

      «A expedição às Berlengas promovida pela Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental, a bordo do Creoula, terá descoberto quatro a cinco novas espécies para a ciência das 120 observadas pela primeira vez junto àquele arquipélago, afirmou o coordenador da missão, o investigador Frederico Dias» («Descobertas novas espécies nas Berlengas», Diário de Notícias, 30.09.2012, p. 21).

      «Quatro a cinco»? Tem de haver pelo menos um intervalo de uma unidade para se poder usar esta construção, porque, suspeitamos, não há meias espécies. Quatro a seis, ou três a cinco, ou cinco a sete, etc.

 

[Texto 2160]

Helder Guégués às 11:12 | comentar | favorito
Etiquetas: