Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Ortografia: «febre-amarela»

Estão doentes

 

 

      «Maria João Alves, responsável do Centro de Estudos de Doenças Infecciosas do INSA, admitiu ao DN que o risco do [sic] vírus chegar a Portugal continental é real e reforçou a “importância da rede de vigilância”. A responsável sublinhou que há duas espécies de mosquitos com os quais estão “muito preocupados: o Aedes aegypti e um concorrente que é o Aedes albopictus, que também pode transmitir dengue e febre amarela. Este já existe em Espanha, onde foram registados dois casos autóctones. Em Portugal ainda não foi encontrado”, referiu» («Dengue da Madeira pode chegar ao Continente», Lília Bernardes, Diário de Notícias, 4.10.2012, p. 15).

      É febre-amarela que se escreve, com hífen, como Lília Bernardes devia saber. Até parece que a austeridade lhes levou também os dicionários.

 

 

[Texto 2170]