Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Crise dos mísseis»

Importante, mas

 

 

      «No seu texto, Fidel aproveita ainda para lembrar a Crise dos Mísseis, de há 50 anos. “Cuba não teve nada a [sic] ver com a arma nuclear”, escreve, acrescentando que a conduta da ilha foi “eticamente inatacável”. Lembrando que só aceitou a ajuda russa para se defender dos planos dos norte-americanos de invadir Cuba, Fidel conclui: “Nunca pediremos desculpa a ninguém pelo que fizemos. A verdade é que já passou meio século e continuamos aqui, de cabeça erguida.”» («Fidel: “Nem me lembro o que é uma dor de cabeça”», Susana Salvador, Diário de Notícias, 23.10.2012, p. 26).

      Será que a expressão realçada a amarelo merece as maiúsculas iniciais? Não me parece — nem nunca antes tinha visto.

 

[Texto 2240]

2 comentários

Comentar post