Ainda «entroikado»

E agora a justificação

 

 

      Ana Salgado, lexicógrafa do Departamento de Dicionários da Porto Editora a propósito da palavra «entroikado» em entrevista ao Diário de Notícias: «Se uma palavra ocorre frequentemente, nomeadamente em notícias, é necessário defini-la para esclarecer o público em geral. A palavra “entroikado” é um excelente representante da produtividade da língua portuguesa: juntando um elemento à esquerda e outro à direita da palavra “troika” nasce um novo vocábulo.» 

      Então, devo estar mesmo mal — porque nunca li nem ouvi nas notícias a palavra «entroikado». Está bem formada, sim, mas mais parece uma pseudopalavra. Faltam dezenas de palavras, usadas todos os dias, no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora e noutros dicionários, é desperdício de tempo e recursos estar a pôr lá esta. Espero, pelo menos, que não a levem para a edição em papel.

 

[Texto 2409]

Helder Guégués às 08:23 | comentar | favorito
Etiquetas: