Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Tradução: «zombi(e)»

Semelhante e melhor

 

 

      «Douze ans d’une vie de zombi», lê-se no original, e o tradutor verteu «zombi» por... «zumbi». Nunca, confesso, tinha visto, ou já tinha e esqueci-me, o que é mais ou menos o mesmo. A crer no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, é brasileirismo: «ente fantástico que, segundo a imaginação popular, vagueia pelas casas, a horas mortas». Do quimbundo nzúmbi, «espectro». Até agora, evitava sempre a palavra, substituindo-a por «morto-vivo».

 

[Texto 2414]

4 comentários

Comentar post