«Apelar para»

Fica bem aqui

 

 

      «Fernão d’Álvares expôs-lhe, com todo o primor de homem avezado ao trato da côrte, o objecto da sua comissão, misturando na exposição palavras de bom conselho, e outras que lisonjeavam a vaidade do senhor da Terra de Santa Maria, apelando directamente para a grandeza e generosidade da sua alma» (A Última Dona de S. Nicolau, Arnaldo Gama. Porto: Casa Editora de A. Figueirinhas, Lda., 1937, p. 222).

      Apelar para. Doravante, vamos carrear para aqui todos os muitos bons exemplos da regência correcta.

 

[Texto 2572]

Helder Guégués às 19:52 | comentar | favorito
Etiquetas: