Regência do verbo «ajudar»

Ajudem aqui

    

 

      «A ajudar a esse tipo de raciocínio, uma sondagem Harris Interactive publicada ontem indicava que 42 por cento dos franceses consideram Dominique Strauss-Kahn daria um “bom Presidente da República”, valor idêntico ao de François Hollande e superior ao da líder do partido, Martine Aubry» («Nova queixa torna mais difícil regresso político de Strauss-Kahn», João Manuel Rocha, Público, 5.07.2011, p. 2).

      O verbo «ajudar» rege duas preposições, vimo-lo ainda recentemente no Assim Mesmo, a (ajudar alguém a + infinitivo) e em (ajudar em alguma coisa). Que construção é esta?

 

 

[Texto 261]

Helder Guégués às 13:04 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: