Como se escreve nos jornais

Apesar do título

 

 

      «A notícia segundo a qual o jovem “baleado” na Bela Vista (Setúbal) não foi afinal baleado, confirmada em comunicado pela Procuradoria-Geral da República, é um twist interessante, que aproxima o caso de uma narrativa de ficção. O problema é que, com as narrativas de ficção, nunca está definitivamente esgotada a possibilidade de novo twist» («‘Come on, let’s twist again’», Joel Neto, Diário de Notícias, 20.03.2013, p. 52).

      Qual é o objectivo — não ser compreendido pela maioria dos leitores? Força, está no caminho certo.

 

[Texto 2699]

Helder Guégués às 05:47 | comentar | favorito
Etiquetas: