«Enfarte/enfarto/infarto»

Não agradeço

 

 

      Um médico, famoso psiquiatra, escreve que outro médico sofreu um enfarto do miocárdio enquanto nadava no mar de... Bem, não posso dizer. Reparem: «enfarto». Não sei o que regista a famigerada (leiam o conto «Famigerado», de João Guimarães Rosa) 8.ª edição do Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, atesourado por Montexto, mas a edição em linha e a 6.ª, a que tenho de momento à mão, não acolhem esta variante. Até parece um enfarte dos pobres, mais brutal e feio, mas ambos matam. E mais — está mais próximo do étimo. Ninguém lhes pede tal, mas os dicionários vão joeirando estas variantes, como ganga imprestável.

 

[Texto 276]

Helder Guégués às 19:09 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: