Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Statu quo»

É melhor não

 

 

      «José Alberto Carvalho e Judite Sousa empreenderam nos últimos anos uma tal remodelação na abordagem de Queluz de Baixo à atualidade que se torna quase heroico só agora terem dado razões de queixa ao status quo cessante» («Queluz de Baixo», Joel Neto, Diário de Notícias, 19.05.2013, p. 52).

      Já tive oportunidade de o dizer mais de uma vez, mas cá vai de novo: está errado, mesmo que haja dicionários a dizerem que está correcto. Como é que o ablativo da expressão latina completa, in statu quo ante, passava a nominativo na expressão reduzida, não querem explicar-me? Não sabem, não inventem.

 

[Texto 2859] 

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.