«Taxinomia/taxionomia»

Duplas, triplas e mais

 

 

      Acabei de ler aqui, num texto sobre educação e estratégias pedagógicas, «taxionomia de Bloom». Só trabalhando diariamente com a língua vamos sabendo como há inúmeras formas duplas e mesmo triplas. Em alguns casos, algumas variantes provieram de erros de imprensa, dos copistas ou de algum autor menos cuidadoso ou sabedor, que pôs a nova grafia em circulação. Não sei se «enxambrador», que ontem vimos, não provém desta última fonte.

 

[Texto 2933]

Helder Guégués às 10:28 | favorito
Etiquetas: