Léxico: «codão»

Não confundir com «códão»

 

      «O código genético define as regras químicas que os seres vivos usam para traduzir a informação dos seus genes em proteínas. Quando se alteram estas regras, instala-se o caos e essa manipulação resulta na morte celular. Esta troca de informação faz-se através de uma espécie de palavra com três letras (a que se chama codão) que a célula “lê” e traduz num aminoácido. À combinação codão-aminoácido chama-se código genético» («Cientistas da UA conseguiram alterar o código genético de um ser vivo», Andrea Cunha Freitas, Público, 20.06.2013, p. 28).

      Chama, pois, e provém do inglês codon. À falta de termo próprio — porque nova era a realidade —, é legítimo usar um termo estrangeiro, mas aportuguesado. Está, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «(genética) sequência de três nucleótidos adjacentes, numa molécula de ácido ribonucleico mensageiro (ARNm), que codifica um aminoácido». Por acaso, temos um vocábulo muito parecido, códão, que é a congelação da humidade infiltrada no solo. O que é curioso é que no Brasil se tenham limitado a acrescentar um acento agudo, códon.


[Texto 2993] 

Helder Guégués às 09:15 | favorito
Etiquetas: